Pirâmide Alimentar

Há anos atrás procurou-se uma forma gráfica de distribuir os alimentos para uma melhor compreensão por parte da população sobre o consumo dos alimentos e em quais quantidades que seriam suficientes para compor uma dieta adequada nutricionalmente. Em 1992, pelos Estados Unidos, foi definida a forma de pirâmide. A pirâmide alimentar tem como objetivo ensinar sobre as mudanças de hábitos alimentares de acordo com a importância da introdução em maior e menor proporção dos alimentos na dieta. A Pirâmide Alimentar possui os princípios básicos de uma dieta saudável: variedade, equilíbrio e moderação.

Variedade, porque não há um único alimento que forneça todos os nutrientes necessários, a alimentação deve ser variada com alimentos dos 5 grandes grupos da Pirâmide, que juntos atendem às recomendações nutricionais.

Equilíbrio, porque uma dieta equilibrada deve incluir diariamente as quantidades adequadas dos 5 grupos de alimentos, de acordo, claro com as necessidades individuais (idade, sexo, atividade física). Moderação, porque deve ser ensinado que escolher comidas e bebidas ajuda a controlar o consumo de calorias, gorduras, açúcares, gordura saturada, sal, e bebidas alcoólicas. É importante ressaltar que embora a pirâmide alimentar vise orientar sobre as proporções com que os alimentos devem fazer parte de uma dieta equilibrada, estas devem sempre ser estabelecidas em conjunto com uma análise individual de acordo com as necessidades de cada um.

Pirâmide Alimentar

Os 4 grupos da Pirâmide Alimentar

Energéticos

Na base da pirâmide estão os alimentos que devem ser a base da nossa alimentação, ou seja, devem estar presentes em maior quantidade, são eles: pães, massas, batatas, arroz, entre outros, são alimentos ricos em carboidratos. Os carboidratos podem ser simples (açúcares) ou complexos (amido). Ambos têm como principal função fornecer energia ao nosso corpo. Uma dica é, sempre que possível, substituir estes alimentos refinados pelos integrais, estes além de energia contém mais fibras.

Reguladores

Logo acima estão os grupos dos vegetais e das frutas. Esses alimentos são conhecidos pelo alto teor de vitaminas e minerais que contém. Mas, atualmente, estudos comprovam que nestes alimentos, além destas vitaminas, há também os compostos bioativos que são excelentes auxiliares na prevenção e no tratamento de várias doenças. As frutas e verduras também são excelentes fontes de fibras (diferentes das fibras contidas nos cereais integrais).

Construtores

Acima das frutas e verduras estão três grupos: leite e seus derivados, carnes e o grupo das leguminosas (feijão, lentilha, grão-de-bico,) e oleaginosas (castanha, nozes, amendoim,). Estes grupos contêm alimentos ricos em proteínas. As proteínas desempenham a função construtora em nosso organismo, ajudam na formação das unhas, cabelos, regeneração e formação da pele, formação de hormônios, músculos. As sementes oleaginosas, além de valor protéico contêm gorduras essenciais a nossa saúde e minerais (selênio, zinco) indispensáveis.
Energéticos Extras
No ápice da pirâmide (em menor porção) estão os açúcares (carboidratos simples), os óleos e gorduras. Ocupar o topo da pirâmide significa que devem ser ingeridos em pouca quantidade e não excluída da dieta, pois as gorduras da alimentação participam da formação de células e produção hormonal.

Energéticos Extras

No ápice da pirâmide (em menor porção) estão os açúcares (carboidratos simples), os óleos e gorduras. Ocupar o topo da pirâmide significa que devem ser ingeridos em pouca quantidade e não excluída da dieta, pois as gorduras da alimentação participam da formação de células e produção hormonal.